Scilab Home page | Wiki | Bug tracker | Forge | Mailing list archives | ATOMS | File exchange
Please login or create an account
Change language to: English - Français - 日本語 - Русский

Please note that the recommended version of Scilab is 6.0.1. This page might be outdated.
See the recommended documentation of this function

Ajuda do Scilab >> CACSD > syslin

syslin

definição de sistemas lineares

Seqüência de Chamamento

[sl]=syslin(dom,A,B,C [,D [,x0] ])
[sl]=syslin(dom,N,D)
[sl]=syslin(dom,H)

Parâmetros

dom

string ('c', 'd'), ou [] ou um escalar.

A,B,C,D

matrizes em representação de espaço de estados (D opcional com valor padrão matriz nula). para sistemas impróprios, D é uma matriz de polinômios.

x0

vetor (estado inicial; valor padrão é 0)

N, D

matrizes de polinômios

H

matriz de razões de polinômios ou representação de espaço de estados linear

sl

tlist (lista "syslin") representando o sistema linear

Descrição

syslin define um sistema linear como uma lista e verifica a consistência dos dados.

dom especifica o domínio de tempo do sistema e pode ter um dos seguintes valores:

dom='c' para um sistema de tempo contínuo, dom='d' para um sistema de tempo discreto, n para um sistema amostrado com período de amostragem n (em segundos).

dom=[] se o domínio de tempo é indefinido.

Representação em espaço de estados:

sl=syslin(dom,A,B,C [,D [,x0] ])

Representa o sistema :

s x  = A*x + B*u
  y  = C*x + D*u
x(0) = x0

A saída de syslin é uma lista da seguinte forma: sl=tlist(['lss','A','B','C','D','X0','dt'],A,B,C,D,x0,dom) . Note que D pode ser uma matriz de polinômios (sistemas impróprios).

Representação de matriz de transferência:

sl=syslin(dom,N,D) 
sl=syslin(dom,H)

A saída de syslin é uma lista da seguinte forma: sl=rlist(N,D,dom) ou sl=rlist(H(2),H(3),dom).

Sistemas lineares definidos como syslin podem ser manipulados como matrizes usuais (concatenação, extração, transposição, multiplicação, etc.) ambos em estado-espaço ou representação de transferência.

A maior parte das funções de controle de estado-espaço recebem uma lista syslin como entrada, ao invés de quatro matrizes definindo o sistema.

Exemplos

A=[0,1;0,0];B=[1;1];C=[1,1];
S1=syslin('c',A,B,C)   //Definição de sistema linear
S1("A")    //Exibição da matriz A
S1("X0"), S1("dt") // Exibição de X0 e domínio de tempo 
s=poly(0,'s');
D=s;
S2=syslin('c',A,B,C,D)
H1=(1+2*s)/s^2, S1bis=syslin('c',H1)
H2=(1+2*s+s^3)/s^2, S2bis=syslin('c',H2)
S1+S2
[S1,S2]
ss2tf(S1)-S1bis
S1bis+S2bis
S1*S2bis
size(S1)

Ver Também

  • tlist — objeto do Scilab e definição de listas com tipos ("typed lists")
  • lsslist — definição de função linear de espaço de estados do Scilab
  • rlist — definição de função racional do Scilab
  • ssrand — gerador de sistema randômico
  • ss2tf — conversion from state-space to transfer function
  • tf2ss — transfer to state-space
  • dscr — discretization of linear system
  • abcd — state-space matrices
Scilab Enterprises
Copyright (c) 2011-2017 (Scilab Enterprises)
Copyright (c) 1989-2012 (INRIA)
Copyright (c) 1989-2007 (ENPC)
with contributors
Last updated:
Thu Oct 02 13:57:39 CEST 2014